Polícia Civil prende terceiro suspeito de envolvimento no assassinato de motorista por aplicativo de Mossoró



A Polícia Civil do Rio Grande do Norte com apoio da Polícia Civil e Militar do Ceará, prendeu nesta terça-feira (2), em Fortaleza, o terceiro suspeito de ter participado do assassinato do motorista por aplicativo Carlos Reginaldo Nogueira Holanda Júnior, de 31 anos.

Carlos Reginaldo Nogueira Holanda Júnior, mais conhecido como “Espanta”, foi morto a tiros na noite de quinta-feira, 21 de janeiro na Favela do Fio, em Mossoró. O carro e o celular da vítima foram levados pelos criminosos. O caso é considerado latrocínio, roubo seguido de morte.

No dia 22 de janeiro, um dia após o crime, policiais da Delegacia de Furtos e Roubos (Defur) prenderam em Mossoró dois suspeitos de participarem do assassinato do motorista. Os suspeitos confessaram o crime. O terceiro envolvido, que rompeu a tornozeleira eletrônica, estava foragido.

A prisão dele foi realizada através de um trabalho em conjunto entre a as Delegacias de Homicídio de Mossoró e a Secretaria de Segurança Pública do Ceará. E contou também com o apoio da Polícia Militar do estado cearense.

Uma equipe da Dehom foi até Fortaleza na noite desta terça-feira (2) para realizar a escolta do suspeito. Ele está em Mossoró e deve ser ouvido na manhã desta quarta-feira (3) pelo Delegado Valtair Camilo, responsável pelo caso.

Carlos Júnior, “Espanta”, foi candidato a vereador em Mossoró pelo partido PSDB nas últimas eleições e obteve 142 votos. De acordo com a Polícia Militar, ele não possuía antecedentes criminais.

G1-RN

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.