Candidato a vice-prefeito de Allyson Bezerra surge em lista de políticos que recebem auxílio emergencial


 José Fernandes de Melo Neto. Esse nome poderia até passar despercebido na imprensa em geral. Mas foi graças ao Tribunal de Contas da União (TCU), que cruzou informações liberadas pelo Ministério da Economia e pela Justiça Eleitoral que se chegou ao popular Fernandinho das Padarias. Ele consta em lista que comporta por 10 mil candidatos nestas eleições que fraudaram o sistema à concessão do auxílio emergencial do Governo Federal.


Empresário bem sucedido, do ramo da panificação, Fernandinho das Padarias é filiado ao PSD e, nas eleições deste ano, foi indicado para compor chapa com o deputado estadual Allyson Bezerra (Solidariedade) à Prefeitura de Mossoró. De acordo com o TCU, Fernandinho das Padarias teria recebido R$ 1.800,00.


O patrimônio informado pelo candidato a vice-prefeito de Allyson Bezerra à Justiça Eleitoral é de R$ 400 mil. Com isso, ele não precisaria recorrer ao benefício concedido pelo Governo Federal a quem ficou, no início da pandemia provocada pelo novo Coronavírus, desempregado. O estabelecimento comercial pertencente ao candidato a vice-prefeito de Allyson não fechou e ele continuou lucrando, mesmo com o distanciamento social.


Dinheiro

A ação de Fernandinho das Padarias segue, por analogia, idêntica a praticada pelo deputado Allyson Bezerra, que foi eleito deputado estadual com o discurso de moralidade, de cortar benesses dos deputados estaduais. Mas a primeira atitude dele na Assembleia Legislativa foi votar favorável ao 13 salário dos parlamentares. E Allyson recebeu o benefício em junho de 2019.


Além disso, Allyson Bezerra fez uso até exagerado da verba de gabinete, chegando a custear jantares em Natal com os recursos que são frutos dos impostos que o contribuinte paga.


Agora o seu candidato a vice-prefeito é pego com a “mão na botija”, mesmo sem ter direito, do auxílio emergencial. Tirando, óbvio, o verdadeiro direito de quem tinha a receber e deixando, por consequência, algum trabalhador realmente necessitado fora da ação do Governo Federal.

Foto: Rerpodução


Via GAZETA DO OESTE


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.