Deputado consome R$ 31 mil de verba pública com combustível, vota a favor do 13o salário para parlamentar e aumenta o patrimônio em mais de 600% em apenas 2 anos

 



A palavra mudança nunca esteve tão em evidência quanto nesta campanha em Mossoró. Fala-se em mudar como se fosse uma simples peça do vestuário. Analisando, por exemplo, o comportamento adotado pelo candidato Allyson Bezerra (Solidariedade), percebe-se claramente que ele se apresenta com uma imagem montada. Em outras palavras, apresenta-se de uma forma, mas age de uma maneira completamente diferente no seu dia a dia. 


Estes estão entre fatores que vêm sendo evidenciados com veemência por adversários do deputado e candidato a prefeito de Mossoró, Allysson Bezerra(SD), o colocando na vala comum, enquanto detona seu discurso de mudança.


Em 2018, por exemplo, ele se elegeu deputado estadual com o discurso fácil, composto por palavras de efeito e de fácil assimilação popular. Prometeu que seria o diferente, a mudança. Disse que iria, caso fosse eleito, trabalhar para defender cortes de privilégios, fiscalizar cargos fantasmas. “A Assembléia Legislativa do RN é uma das mais caras do Nordeste. Nós, com 24 deputados e gastamos mais do que a Paraíba, que tem 36. E isso está errado. Na Assembléia irei ter compromisso com o contribuinte, defender corte de privilégio e corte de cargos que não estão sendo aproveitados...”


Hoje, quase dois anos no exercício do mandato de deputado estadual, a promessa feita por Allyson Bezerra caiu no esquecimento. Somente em combustíveis e lubrificante, conforme consta de informações do Portal de Transparência da Assembleia Legislativa, o deputado estadual gastou R$ 31.214,52.


A maior parte desse dinheiro foi usada no ano passado, quando ele estava iniciando na Casa e seu discurso de moralidade ainda estava em evidência. Diante da repercussão negativa, Allyson não utiliza mais a verba de gabinete para tal. 


Então, como se percebe, o discurso moralista fica somente na retórica. Palavras que são jogadas e que servem apenas para enganar o cidadão comum. Completando a quebra de palavra e no que ele externa ser correto, no que diz respeito ao bom gasto da verba pública, o deputado estadual Allyson Bezerra votou para ter direito ao 13 salário. E recebeu ainda no ano passado. Esse fator também comprova a teoria de que o candidato do Solidariedade passa a imagem de bom moço, de novidade e de retidão, mas na prática ele é totalmente diferente do que defende.


Comparação

O que o deputado estadual Allyson Bezerra está apregoando agora Mossoró já vivenciou, na teoria e na prática, quando Silveira Júnior se elegeu prefeito e passou pouco mais de três anos administrando a segunda maior cidade do Rio Grande do Norte. 


A comparação está inserida no campo das críticas adversárias, lembrando que  Allyson Bezerra tem dois discursos. E isso é fato. Um antes e outro depois, sendo este último o discurso silencioso, aquele que ocorre longe da presença do público e, principalmente, onde poucos conseguem acompanhar.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.