Publicidade topo

Após defender porte de arma, Styvenson vota contra o decreto de Bolsonaro


O Senado rejeitou nesta terça-feira (18), por 47 votos a 28, um decreto assinado em maio pelo presidente Jair Bolsonaro, que busca flexibilizar a posse e o porte de armas no Brasil.

Todos os Senadores do Rio Grande do Norte votaram favoravelmente a derrubada do decreto presidencial.

O voto mais curioso foi do Senador Styvenson que durante a sua campanha era favorável a flexibilização do porte de armas. No entanto, seu voto não correspondeu às expectativas de seus eleitores e se contrariou com o seu posicionamento no período eleitoral.

*Via Mossoró Notícias

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.