Publicidade topo

Expofruit vai até o dia 23 de agosto na Estação das Artes em Mossoró


Tendo como foco a importância da fruticultura da região, a Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada – Expofruit, principal evento do setor no Brasil, será realizada de 21 a 23 de agosto, na Estação das Artes, em Mossoró. Com o tema “Todo mundo vê o desenvolvimento da Fruticultura. Está estampado na nossa cara”, a organização tem a expectativa de receber um público de cerca de 15 mil pessoas nos três dias de feira. 
Oportunidade de geração de negócios e trocas de conhecimento em diversos temas relacionados produção frutícola local e nacional, a Expofruit chega a sua 21º edição estimulando a produção e a divulgação das frutas produzidas no Rio Grande do Norte. “A Expofruit é muito importante para toda a cadeia produtiva da fruticultura e para o agronegócio do Rio Grande do Norte e região. A feira traz enormes benefícios para todos os produtores e esse ano promete mais uma vez ser um sucesso em realização de negócios, com um a expectativa de gerar um volume de transações de cerca de R$ 40 milhões”, afirmou.
 Seminários e clínicas tecnológicas
 A programação da Expofruit conta com diversos eventos técnicos com clínicas tecnológicas, seminários e cursos. As atividades se iniciam com o Curso de Habilitação para Certificação Fitossanitária de Origem e Certificação Fitossanitária de Origem Consolidada – CFO/CFOC que acontece de 21 a 24 de agosto, no auditório do Sebrae, e tem como objetivo habilitar engenheiros agrônomos para emissão de Certificado Fitossanitário de Origem (CFO) e Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado (CFOC) para diversas pragas.
 As clínicas tecnológicas serão realizadas nos dias 22 e 23, também no escritório regional do Oeste do Sebrae, e abordarão a produção de várias culturas como: uva, cajarana, pera e maça, cacau, pitaya, maracujá, abacaxi e produção de comidas a base de caju. As inscrições poderão ser realizadas no local do evento e custam R$20 por tema.
 No dia 22 de agosto acontece o Seminário Fruticultura: Negócio, Inovação e Estratégia, das 14h às 18h, no auditório da Reitoria da UFERSA. O evento contará com temas como: “Ambiente de Negócios: acesso a mercados internacionais” tendo como palestrante Eduardo Caldas, Gestor de Projetos Setoriais da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – APEX BRASIL; “A Fruticultura Inteligente” com Maria Luisa Aguiar, Diretora Comercial da Agrosmart; “O Agronegócio da Fruticultura Brasileira”, com Marco Antônio Araújo de Alencar, coordenador geral de Disciplinas não Tarifárias ao Comércio Internacional do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.
 Na quinta-feira (23/08), será realizado o Seminário Soluções Tecnológicas, Logística e Crédito para a Fruticultura, das 14h às 18h e das 19h30 às 20h30, no auditório do Sebrae. A programação do evento contará com palestras com os temas: Soluções para Refrigeração e sua Aplicação com Marcos Duran da Guntner; Porto de Antuérpia (Bélgica) com Ricardo Sproesser; Sistemas de Monitoramento e Controle Inteligente da Fruticultura com Michel Freire – Diretor da 3v3 Tecnologia; Crédito para a Fruticultura no Banco do Nordeste com Maykel Filgueira; Avanços e Desafios do Licen ciamento Ambiental no Setor Agropecuário com Luís Augusto Santiago Neto, diretor técnico do IDEMA e Conceito aScend HF Stoller: Soluções para a Fruticultura regional com a engen heira agrônoma, Rosy Novais. Com vagas limitadas, as inscrições para os seminários podem ser feitas pelo telefone 0800 570 0800, no escritório regional do Sebrae, em Mossoró, ou antes do evento.
 A programação da Expofruit também abrigará no dia 21 de agosto, das 15h às 17h, no escritório do Sebrae, a reunião da Câmara Técnica da Cajucultura do Rio Grande do Norte – TECCAJU. Entre os dias 22 e 23 de agosto os participantes da feira poderão acompanhar as visitas técnicas na pesquisa uva sem sementes do IFRN e da Fazenda Agrícola Cruzeiro da Serra, em Apodi; na Produção de maracujá, melão e melancia, na Comunidade São Romão, e na produção de frutíferas e no Pomar Didático de Pitaya, ambos na Fazenda da UFERSA.
 Exposição de Produtos e Serviços
 A exposição de produtos e serviços acontecerá de 21 a 23 de agosto, das 18h às 23h, na Estação das Artes, num espaço com área total de 15 mil m2 e contará com 100% de ocupação dos 300 estandes comercializados. Na feira haverá diversas empresas ligadas a cadeia produtiva da fruticultura como: de polpas de frutas, de distribuidoras de sementes, insumos agrícolas, pesquisas e tecnologia para o campo, produtos para irrigação, embalagens, entre outras.
 Rodadas de negócios
 Com uma abrangência mais regional, a rodada de negócios acontecerá no dia 22 de agosto, das 19h às 22h, no Espaço SEBRAE. Uma ótima oportunidade para que, num ambiente propício para a realização de reuniões de negócios, previamente agen- dadas, compradores e potenciais fornecedores conheçam os diversos produtos apresentados como: frutas, doces, compotas, geleias, sucos, polpa, castanha de caju, hortaliças, entre outras.
 De acordo com Franco Marinho, Gestor de Fruticultura do Sebrae/RN, a rodada contará com a presença de várias redes de supermercado do Rio Grande do Norte. “Será o momento de atrair oportunidades de negócios para várias redes de supermercado potiguares e um momento para as mesmas crescerem e conhecerem o nosso potencial da fruticultura. Também será a chance de aproximar os pequenos produtores dos grandes mercados que estarão expondo seus produtos num show room que será montado no Espaço Sebrae”, explica. Os interessados em participar do momento ainda poderão se inscrever, gratuitamente, antes da rodada ou pelo e-mail expofruit@rn.sebrae.com.br.
Fruticultura em Mossoró e Região
Tendo o melão como carro-chefe da produção frutícola da região seguido por melancia, mamão e banana, o setor emprega diretamente 20 mil pessoas e mais 50 mil de forma indireta. A produção é destinada ao consumo interno e a exportação para países como: Reino Unido, Holanda, Espanha, Emirados Árabes, Canadá e Argentina, entre outros. Em 2017 a exportação de melão e melancia geraram um volume de negócios de mais de US$ 130 milhões para o Rio Grande do Norte. O que colocou o estado como responsável por 66% das exportações do produto no país.
 Um importante fator que contribui para a boa aceitação do melão mossoroense no mercado externo é o reconhecimento da qualidade da fruta produzida na região, que desde 2013 conta com selo de Indicação Geográfica de Origem, reconhecido mundialmente como indicativo de qualidade. A certificação foi concedida após cinco anos de aprimoramento da fruta produzida na região.
 Sobre Expofruit
 Considerada o evento de fruticultura tropical irrigada mais importante do Brasil, a Expofruit conquistou a atenção de grandes investidores. A feira tem como objetivo o apoio ao setor frutícola potiguar, garantindo a participação de produtores de todo o estado em um evento que viabilize a comercialização da produção e promova novos negócios, inclusive exportações. A Expofruit 2018 é uma promoção da Promoexpo e é realizada por meio de uma parceria entre o Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX) e o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte (Sebrae/RN).
Com informações da Assessoria
Foto: Divulgação\Assessoria

Tecnologia do Blogger.