Publicidade topo

Rede de resorts do país abre 400 vagas de emprego em Touros este mês

Com cada vez mais serviços integrados à hospedagem como lazer, cultura, alimentação e até parques temáticos, os resorts têm se firmado como verdadeiros atrativos turísticos, principalmente quando todos os serviços oferecidos aos hóspedes estão incluídos na diária.

Somente a Associação Brasileira de Resorts (ABR), que representa 70% do segmento, conta com 48 associados em todas as regiões do Brasil. Outros cinco aguardam credenciamento da ABR. Os empreendimentos são avaliados por uma auditoria independente. Os resorts da ABR faturam R$ 1,9 bilhão por ano e empregam 17 mil trabalhadores nas diferentes áreas do turismo.

“A expansão dos negócios nos resorts poderá ser ainda maior com a perspectiva de integração aos cassinos, como prevê a proposta em tramitação no Congresso Nacional, inclusive com investimentos externos”, destacou o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz ao receber a diretoria da ABR.

O presidente da associação, Alberto Cestrone disse que os resorts brasileiros estão prontos para se integrarem aos cassinos, caso a lei seja aprovada, e vão ampliar os serviços de entretenimento e lazer para atrair mais turistas, gerando novos empregos para o segmento do turismo.

A cidade de Touros, na “esquina do continente”, no Rio Grande do Norte, já começa a sentir o diferencial que o turismo gera no desenvolvimento local com a chegada de um grande resort. O destino, a 90 km da capital, Natal, abriga o mais novo atrativo turístico potiguar que já está sendo divulgado no Brasil e na Europa, principalmente em Portugal.

O Vila Galé Touros Hotel Resort, Conference & Spa, em fase de acabamento, vai abrir no dia 31 deste mês, em fase experimental, e será inaugurado oficialmente no dia 1º de setembro.

Além do investimento de R$ 150 milhões na construção e contratação de mão de obra local, o início da operação “soft open” do resort vai gerar 400 novos empregos na região, que já tem a vizinha São Miguel do Gostoso como principal destino turístico ao norte de Natal. Para ocupar os 514 apartamentos e bangalôs do maior hotel potiguar serão necessários 1.200 hóspedes. Opções de turismo e lazer não faltam. Até um centro de eventos integrado ao resort foi construído para movimentar o turismo de negócios no município de 34 mil habitantes.

As vagas serão distribuídas nos mais diversos departamentos do hotel e incluem postos de trabalho no setor de alimentos e bebidas, cozinha, padaria, pastelaria, governança, limpeza, almoxarifado, spa, recreação, hospedagem e manutenção, entre outros.

“O Rio Grande do Norte tem um potencial turístico único. Olhem à sua volta, esta natureza é exuberante. Este hotel será operado por pessoas daqui. Estamos confiantes e empenhados em desenvolver a região e o turismo de Touros”, explica Jorge Rebelo de Almeida, presidente do grupo português Vila Galé com oito unidades no Brasil (RN, CE, PE, BA e RJ) e outras 21 unidades em Portugal.

*Do Agora RN / Imagem: Ilustração
Tecnologia do Blogger.