Publicidade topo

PGR diz que Moro foi imparcial em todo o processo contra Lula

A Procuradoria-Regional da República apresentou um parecer contrário ao pedido da defesa de Lula para considerar o juiz Sérgio Moro suspeito. O pedido é referente à condução do caso do sítio de Atibaia pelo magistrado, que ainda não apresentou uma sentença sobre a acusação de Lula ser o verdadeiro proprietário da chácara. 

No posicionamento apresentado ao ministro Félix Fisher, do Superior Tribunal de Justiça, o subprocurador-geral da República Nívio de Freitas Silva Filho afirmou que “Moro se manteve imparcial durante toda a marcha processual”. 

O parecer foi apresentado na segunda-feira 9, uma dia após a batalha de decisões sobre a liberdade de Lula travada no Tribunal Federal da 4ª Região. 

Pra Silva Filho, há uma “insistência infundada” da defesa do ex-presidente para afastar Moro da condução de seus casos. “Segundo bem assinalado pelas instâncias ordinárias, já foram julgadas improcedentes inúmeras exceções de suspeição”. O subprocurador afirmou que a defesa busca rediscutir indefinidamente o caso do tríplex, pelo qual Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo TRF4. 

“(As instâncias) concluíram que a defesa não demonstrou a quebra de imparcialidade do magistrado natural da causa. Assim, inviável a declaração de nulidade de todos os atos praticados no curso da ação penal”, diz o subprocurador. 

*Via Carta Capital / Foto: Reprodução
Tecnologia do Blogger.