Publicidade topo

Sócio de empresa acusada de calote imobiliário em Pau dos Ferros esclarece participação

Da Redação

Se colocando como sócio minoritário da empresa Village Boulevard, acusada de lesar dezenas de famílias ao aplicar golpe imobiliário milionário em Pau dos Ferros, Nodje Francisco Diógenes divulgou uma nota para esclarecer informações sobre seu envolvimento.

O calote foi alvo de uma operação da Polícia Civil que segue investigando a atuação ilícita da empresa também em outros municípios e estados.

Na nota, Nodje garante que a denúncia que resultou na deflagração da Operação Héstia, na última sexta-feira, partir de sua iniciativa. Confira: 

Em virtude da operação deflagrada pela Polícia Civil na manhã do dia 18 de maio de 2018, intitulada Operação Héstia, envolvendo o empreendimento conduzido pela VB, torna-se importante esclarecer o seguinte:

1) A empresa VB Pau dos Ferros, responsável pela implantação e venda do empreendimento condominial, é administrada isoladamente pelo grupo criminoso encabeçado por Arikeme Viana Barreto, que deixou de prestar contas a mim, sócio minoritário, bem como paralisou as obras sem qualquer justificativa;

2) Diligenciei junto a contabilidade da empresa e contratei uma auditoria que identificou indícios de desvios de recursos financeiros dos consumidores; 

3) Dessa forma, notifiquei os envolvidos para que desse explicações e satisfações aos consumidores, não obtendo qualquer êxito até a presente data;

4) Sem outra alternativa, tive que efetivar a representação criminal contra o grupo que administra a VB, culminando na referida operação realizada com sucesso pela Polícia Civil do RN, ou seja, a Operação Héstia foi deflagrada a partir da representação criminal proposta por mim, sócio minoritário e sem qualquer poder de gerência;

5) Além da denúncia na Polícia Civil, contratei advogados para proporem medidas judiciais cíveis como a ação de prestação de contas e cautelar para afastar os investigados da administração da VB, tendo esta, o trâmite na Terceira Vara de Pau dos Ferros.

6) Não compactuo com qualquer forma de enriquecimento ilícito. Sempre honrei com meus compromissos, zelando pela minha honra e o nome de minha família. Da mesma forma que muitos clientes da VB Pau dos Ferros, fui igualmente enganado e prejudicado por esta organização criminosa.

7) Diante da deflagração da referida Operação Policial, tenho certeza que, através do Judiciário, conseguiremos afastar os investigados da administração da VB, o que permitirá que eu, a minha família, e os consumidores possamos traçar uma estratégia para concluir o empreendimento, minorando eventuais prejuízos patrimoniais. 

8) Nos próximos dias, também com autorização do Judiciário, convocarei assembléia dos condôminos para decidirmos, juntos, a retomada das obras para honrar com os compromissos firmados com todos os clientes.

Tenho fé em Deus e na Justiça dos homens. Seguiremos, juntos, buscando nossos direitos e responsabilizando os infratores que tentaram nos prejudicar.

Atenciosamente,

Nodje Francisco Diógenes”.

Entenda o caso

Na sexta-feira, a Polícia Civil do Rio Grande do Norte cumpriu mandados de busca e apreensão nas cidades de Pau dos Ferros, Mossoró, Natal e Icapui/CE, através de força tarefa formada pelas equipes da delegacia regional e municipal de Pau dos Ferros, delegacia regional de Mossoró, DEICOR e delegacia municipal de Icapui/CE, que investiga um grupo de empresários do ramo imobiliário que teriam no ano de 2011 realizado o lançamento de um Condomínio Club em Pau dos Ferros, o VILLAGE BOULEVARD, e após venderem centenas de lotes abandonaram as obras e foram embora da cidade.

A investigação apura, entre outros registros, a venda  e de cerca de 200 lotes que resultaram em uma arrecadação de aproximadamente 6 milhões de reais para realizar uma obra que estava orçada em pouco mais de 7 milhões.

De acordo ainda com a Polícia Civil, pouco mais de 20% das obras foram realizadas e o único escritório do empreendimento na cidade foi fechado e os administradores foram embora deixando para trás dezenas de famílias prejudicadas que sonhavam em construir suas casas naquele que seria o primeiro  Condomínio Club da cidade.

O grupo de empresários é formado por Nicássio Francisco de Assis, Thiago Lopes Moreira, Nodje Francisco Diógenes, Laiana Karen Dantas Barreto, e o sócio administrador Arikeme Viana Barreto.

Além do empreendimento Village Boulevard em Pau dos Ferros, o grupo o grupo possui é proprietário do Hotel Casa do Mar, em Icapuí-CE, o loteamento Divinóplis, em Umarizal/RN e o Village Boulevard, em Macaíba, que estão com as obras paralisadas e na mesma  situação do empreendimento de Pau dos Ferros/RN.

Nas buscas realizadas pela polícia na casa dos investigados foram  apreendidas caixas de documentos, carros, jóias e aparelhos eletrônicos que serão analisados durante a investigação.

Segundo o delegado regional de Pau dos Ferros, o Dr. Inácio Rodrigues, "os indícios apontam para uma organização criminosa que se instalou em Pau dos Ferros em 2011 com objetivo de enganar centenas de pessoas com a falsa promessa de construir um Condomínio Club em 3 anos".

A operação policial foi batizada de HESTIA em referência a uma das 12 Deusas detentora da chave do Monte Olimpo, sendo a personificação da moradia estável, protetora da família, da moradia e da cidade.

Foto: Reprodução
Tecnologia do Blogger.