Publicidade topo

Operação policial desmantela campeonato de caça a tatus em Currais Novos, prende 28 caçadores e apreende grande quantidade de animais

Gilberto de Sousa / Da Redação

Uma operação que envolveu a Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), o Ibama e agentes da Polícia Ambiental prendeu 28 caçadores e apreendeu vários animais e veículos na manhã deste domingo. 


Os caçadores estavam participando de um campeonato de caça a tatus e pebas, mas acabaram sendo surpreendido por um drone usado pela Polícia Ambiental, que vinha monitorando uma grande área de mata próximo a São Vicente.


Além dos animais, também foram apreendidas várias motos que eram usadas pelos caçadores. O delegado Paulo Ferreira conduz as inquérito, já munido de informações de que os caçadores participaram desse tipo de competição em outras oportunidade.

Ao longo do inquérito, anida serão feitas buscas em residências e pontos comerciais, para onde esses animais supostamente eram levados para serem consumidos.

O MOSSORÓ AGORA apurou que na região do sertão seridoense há dois tipos de peba, o peba-claro, amarelado e o escuro, este último considerado de carne mais saborosa, daí sendo mais disputado.
O animal chega a ser comercializado entre R$ 50 e R$ 70 reais a unidade.

De acordo com o Código Penal Brasileiro, matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes da fauna silvestre, nativos ou em rota migratória sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente é considerado crime ambiental. A pena varia de seis meses a um ano de detenção e multa.

Fotos: Repórter Seridó

Tecnologia do Blogger.