Publicidade topo

‘Quem está preocupado apenas com interesses pessoais?’, questiona Villas Bôas


O general-comandante Eduardo Villas Bôas disse que o Exército ‘julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia’. O general afirmou que o Exército ‘se mantém atento às suas missões institucionais’.


As declarações de Villas Bôas foram feitas por meio de sua conta no Twitter nesta terça-feira, 3.

O general não citou nomes em sua mensagem, e questionou. “Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”.

Veja a  repercussão das palavras do comandante:

Ministério da Defesa

“O comandante do Exército mantém a coerência e o equilíbrio demonstrados em toda sua gestão, reafirmando o compromisso da Força Terrestre com os preceitos constitucionais, sem jamais esquecer a origem de seus quadros que é o povo brasileiro. E manifesta sua preocupação com os valores e com o legado que queremos deixar para as futuras gerações. É uma mensagem de confiança e estímulo à concórdia.”

Rodrigo Maia, presidente da Câmara (DEM-RJ)

“Em momentos de turbulência, quando setores da sociedade se posicionam de diferentes formas, não se deve questionar o respeito à Constituição. Cada órgão do Estado deve seguir exercendo suas funções nos limites estabelecidos por ela. É hora de buscar a união do país com serenidade.”

Gleisi Hoffmann, senadora e presidente do PT

“Assim como afirma o general Villas Boas, o partido defende o combate à impunidade e o respeito à Constituição, inclusive no que diz respeito ao papel das Forças Armadas. E o respeito à Constituição implica na garantia da presunção de inocência.”

João Doria, prefeito de São Paulo (PSDB)

“O general Villas Bôas é homem de bem, equilibrado e patriota. Tem o meu respeito nas suas manifestações.”

General Geraldo Miotto

“Estamos juntos meu COMANDANTE!!!na mesma trincheira firmes e fortes!!!! Brasil acima de tudo !!! Aço !!!”

Claudio Lamachia, presidente da OAB

“O Brasil passa por uma forte crise institucional, política e econômica. Não existe solução para o país fora da Constituição e da democracia. Por isso, o respeito às decisões do STF, independentemente dos vencedores e dos vencidos, é condição para a existência do Estado de Direito. O país vive hoje seu mais longo período democrático, iniciado com o fim da ditadura militar. Nossa jovem democracia já criou instituições sólidas e capazes de lidar com erros e acertos. É preciso aprimorá-las, como tem sido feito a partir do uso de ferramentas e mecanismos constitucionais. Não existe solução para o Brasil à margem da Constituição. A OAB, no seu papel de tribuna da cidadania e defensora intransigente do Estado democrático de Direito, conclama a nação a repudiar qualquer tentativa de retrocesso e reitera sua determinação em continuar apoiando a luta pela erradicação da corrupção em nosso país, na estrita observação do que determina a Constituição. Para os males da democracia, mais democracia. Não podemos repetir os erros do passado!”

Sérgio Etchegoyen, ministro do Gabinete de Segurança Institucional

“O general apenas reafirmou a obediência à Constituição e a preocupação com o bem comum acima dos interesses individuais.”

Rodrigo Janot, ex-procurador-geral da República

“Isso definitivamente não é bom. Se for o que parece, outro 1964 será inaceitável. Mas não acredito nisso realmente.”

Chico Alencar, deputado (PSOL-RJ)

“Alô, general Villas Boas, sugestão de leitura: Constituição cidadã, sobre o papel das FFAA, e Regime Disciplinar do Exército, itens 56 a 59. Viva a República, defendamos a democracia! 50 anos do assassinato de Luther King: supremacistas brancos nunca mais. 54 anos do golpe civil-militar de 64: ditadura nunca mais! O PSOL também é contra qualquer impunidade. Inclusive dos torturadores do regime militar. O PSOL também é contra quem faz política por interesse pessoal ou com a força da corporação armada.”

Estadão
Imagens: Reprodução
Tecnologia do Blogger.