Publicidade topo

Pré-candidata a deputado estadual, Lídia Guedes é contraponto a Galeno Torquato no Alto Oeste


Mesmo não tendo estrutura financeira que possa fazer frente as forças políticas tradicionais, a jovem psicóloga Lídia Guedes, fez história no movimento estudantil, e se inseriu na política partidária revelando coragem, determinação e posições firmes, ingredientes que têm embalado seu discurso de fácil assimilação. É com estes, entre outros fatores, que assume a pré-candidatura a uma vaga na Assembleia Legislativa, pelo PC do B, tendo como suporte o Alto Oeste.

Ela já vem sendo vista por alguns analistas políticos, como um forte contraponto ao deputado Galeno Torquato (PSD), em razão do município de São Miguel ser uma das suas principais bases, justamente no seio de aliados do ex-prefeito, que contou com o seu apoio para se tornar deputado estadual nas eleições de 2014.


Lídia Guedes disputou o cargo de vice-prefeito de Encanto, nas últimas eleições municipais, usando as cores do Solidariedade. No entanto, saiu do partido, depois que a sigla negou legenda a empresária Patrícia Muller. Além de ter sido solidária a Patrícia, ela deixou de sentir-se encorajada a entrar na mesma luta.

Em dezembro, ela esclareceu o seu desligamento do Solidariedade: “Em julho de 2017, o presidente estadual convidou a empresária Priscila Müller para integrar os quadros do partido e ser pré-candidata a deputada estadual. Ao aceitar o convite, participamos de uma reunião dos pré-candidatos. Como em todos os campos da política, uma pequena participação de mulheres. A pedido do partido apresentei à Priscila os caminhos da legenda para que logo ocorresse a sua desenvoltura como pré-candidata. Alguns meses depois, Priscila foi expulsa do partido de forma agressiva e equivocada, surpreendendo, assim, os membros de todo o estado”.

“ Essa expulsão se deu via Whatsapp, de forma diferente de como o convite foi feito. Já tinha declarado meu apoio ao projeto #EusoudoRNinteiro, depois de iniciarmos um trabalho por todo RN. Após esse acorrido a minha decisão foi de NÃO aceitar injustiça e comportamentos inadequados para uma legenda na qual acreditei ser diferenciada”.

Para ela, mulheres na política não podem ser uma opção de ocupação de espaços. “Tenho convicção que deve ser um espaço real de empoderamento feminino, luta por igualdade de direitos e resistência”, e completou: “Saio da legenda partidária pela porta da frente, com transparência, justiça e sinceridade”.   

Lídia Guedes nasceu em Pau dos Ferros, registrada no Encanto e teve sua vida estudantil integralmente em São Miguel, concluindo seu ensino médio na Escola Estadual Gilney de Souza.

Tem sua trajetória política desde os 16 anos, quando iniciou no movimento estudantil na Universidade.

“Como a grande maioria da população está decepcionada com os que estão no poder, eu também, decidi tomar esse posicionamento para abrir um espaço de coragem, independência e altivez, sem dúvidas faremos história. Já estamos fazendo, pela primeira vez a região oeste tem uma pré-candidatura feminina com essas características. Não tem erro, vamos colher dias melhores”, justificou sua decisão durante o contato com o MOSSORÓ AGORA.

Gilberto de Sousa
- da Redação
Fotos: Reprodução
Tecnologia do Blogger.