Publicidade topo

Fábio Dantas refuta afirmação e garante que ideia de demitir servidores partiu do governador Robinson


“Não propus nem sou a favor que o Estado demita servidores efetivos.” Garantiu o vice-governador do Rio Grande do Norte Fábio Dantas (PSB), em contato com o REDE NEWS 360 na tarde desta segunda-feira, 23, rebatendo afirmação do governador Robinson Faria (PSD) de que ele teria sugerido a demissão de 20 mil servidores efetivos como medida para equilibrar as finanças do Estado.

O rompimento entre Fábio Dantas e Robinson Faria foi oficializado pelo vice-governador no dia 02 de Março, na mesma ocasião em que Dantas também informou à imprensa sua ida para o PSB e anunciou sua pré-candidatura ao governo do RN. No entanto, o clima entre os dois ficou tenso a partir da vinda de Dantas à cidade de Mossoró, no dia 19 do corrente mês, quando em entrevista ao Jornal De Fato o vice-governador avaliou que a candidatura de Robinson à reeleição seria uma ‘insensatez’. “A candidatura dele é uma insensatez. O governador deveria se autoavaliar, porque ele fracassou em todas as políticas, inclusive as básicas. A reprovação popular, que ultrapassa a casa dos 80 por cento, segundo pesquisa divulgada recentemente, comprova o fracasso”, avaliou Dantas durante a entrevista.


No mesmo dia, em entrevista concedida mais cedo à FM 95, também em Mossoró, Dantas já havia alfinetado o deputado federal Fábio Faria (PSD), filho do governador Robinson, apontando-o como uma figura oculta que supostamente detém influência nas decisões do governo, sem que tenha sido eleito para isso. “Todo mundo sabe que praticamente 90% das ações do governo hoje são comandadas pelo filho, deputado Fábio Faria, que só aparece no Rio Grande do Norte dessa forma, querendo governar o estado, quando não foi eleito para isso”, alfinetou o vice-governador.


Ainda no dia 19 o governador Robinson Faria também concedia entrevista ao Jornal De Fato e ao tomar conhecimento das provocações de Dantas disparou: “Como é que um vice-governador que participou do nosso governo, de todas as reuniões, com direito a voz, que deu sugestões, que indicou espaços no governo, quer falar mal agora? Ele tem dito que ofereceu uma fórmula para enfrentar a crise. Qual foi a fórmula? A que ele queria que eu demitisse 20 mil servidores efetivos, pais de família? Eu não faço isso. Eu estou pagando um preço por não ter demitido, como queria o vice-governador. Não estou arrependido. Ao contrário. Estou tentando salvar o emprego deles”, afirmou Robinson na entrevista que só foi veiculada na manhã desta segunda-feira, 23.

O vice-governador Fábio Dantas refuta veementemente a afirmação do governador Robinson, que tentou jogar os servidores estaduais contra ele. “Eu assumo os meus atos, ele não. Ele é fraco e ao invés de mostrar a cara, de assumir equívocos, prefere se fazer de vítima, de coitadinho. A infeliz ideia de demitir servidores efetivos partiu dele juntamente com o secretário Cristiano Feitosa [de Administração e Recursos Humanos] e não foi adiante porque outras medidas propostas não passaram na Assembleia [Legislativa] e por isso ele recuou”, garantiu Dantas ao REDE NEWS 360.

Para reforçar sua afirmação de que partiu de Robinson a ideia de demitir servidores, Dantas lembrou que em pronunciamento feito pelo próprio governador, para explicar e defender o pacote de ajuste fiscal denominado “RN Urgente”,  Robinson externou, de forma suavizada, a ideia de demissões.(veja o vídeo a partir de 1:40:)


Veja outras reportagens que comprovam investida do governo Robinson com o objetivo de demitir servidores efetivos:






Erinaldo Silva
– Via REDE NEWS 360
Fotos: Marcos Garcia
Tecnologia do Blogger.