Publicidade topo

Ex-presidiário é morto e outras três pessoas são baleadas em ataque a tiros no Abolição III, em Mossoró


O ex-presidiário Francinilson Barbosa de Souza, mais conhecido como 'Inhonho', 34 anos, natural da cidade de Pendências/RN e residente no Conjunto Abolição IV, foi assassinado com mais de 15 tiros enquanto bebia com amigos em uma lanchonete no Conjunto Abolição III, em Mossoró/RN.


O crime aconteceu por volta das 10h40 deste domingo (01) na Rua Abel Coelho e, segundo testemunhas, Francinilson estava sentado bebendo com mais quatro pessoas, em uma mesa no canteiro central da via, quando homens em um carro tipo Siena de cor vermelha chegaram ao local, quando dois desceram do veículos e já foram atirando na direção as pessoas que estavam no local.

Atingido com mais de 15 tiros de revolver calibre 38, Francinilson ainda tentou correr, mas sem sucesso, morreu no local. Outras três pessoas que estavam com ele também foram atingidas pelos disparos, mas conseguiram correr e se esconder em uma lagoa existente perto do local do crime.

Dos três baleados, um foi socorrido por populares e dois pelo SAMU para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) e aparentemente não correm risco de vida. Os atiradores fugiram logo após o ataque criminoso e não foram identificados.  A Polícia ainda não tem informações sobre a motivação do crime, nem sobre a identidade dos assassinos.

De acordo com a polícia, Francinilson já havia sido preso e respondia na Justiça do RN processos por porte ilegal de arma de fogo, receptação qualificada e falsificação de documentos públicos, mas estava em liberdade.

Francinilson vendia lanches em um trailer móvel, na Rua José de Alencar, próximo a Praça do Relógio, no Centro de Mossoró, mas ultimamente o paí dele é quem estava tomando de conta do Trailer.


Após o isolamento do local de crime, realizado pela Polícia Militar, e a perícia pela equipe do ITEP, o corpo de Francinilson foi removido pela equipe do Instituto Médico Legal (IML) para a sede do órgão onde  será necropsiado e depois liberado para sepultamento.

Com mais um homicídio registrado em Mossoró, a cidade passa a contabilizar 74 assassinatos no ano de 2018.

O caso será investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoas (DHPP), que receberá um relatório do delegado de Plantão, Dr. Roberto Moura, que esteve acompanhando a perícia no local.

Com informações e fotos do Fim da Linha 
Tecnologia do Blogger.