Publicidade topo

Confira os números da pesquisa BG/BAND/CONSULT, realizada entre 20 e 23 de março em Natal e região metropolitana


A pesquisa BG/BAND/CONSULT foi realizada entre 20 e 23 de março deste ano. Ela tem margem de erro de 3,5% e índice de confiabilidade de 95%.

Natal e Grande Natal:

82,5% desaprovam governo Robinson

A maioria dos eleitores da Natal e Grande Natal desaprova a gestão do governador Robinson Faria, segundo pesquisa BG/Band/Conult. A gestão do governador é desaprovada por 82,50% dos entrevistados, contra 8,25% dos que aprovam e 9,25% dos que não têm opinião formada.

84,25% desaprovam gestão Temer

A maioria dos eleitores da Natal e Grande Natal desaprova a gestão do presidente Michel Temer, segundo pesquisa BG/Band/Conult. A gestão do Planalto é desaprovada por 84,25% dos entrevistados, contra 7,25% dos que aprovam e 8,5% dos que não têm opinião formada.

Maioria não tem nome para presidente da República em pesquisa espontânea

Se a eleição fosse hoje, a maioria do eleitorado não teria um nome para votar para presidente da República. 46,25% dos entrevistados não sabem em quem votar de acordo com o levantamenteo espontâneo. Já 22% afirmaram que não votariam em ninguém.

Entre os nomes que foram citados, o ex-presidente Lula aparece com 18,88%, seguido por Jair Bolsonaro (10,5%).

Os demais nomes não pontuaram acima de um por cento, mas incluem Ciro Gomes, Marina Silva, Dilma Rousseff, Flávio Rocha, Michel Temer, Guilherme Boulos, Tiririca e FHC.

Em cenário sem Lula, Bolsonaro lidera com 21,88%

Em um cenário sem o ex-presidente Lula, preso pela Lava Jato, a preferência do eleitorado é por Jair Bolsonaro, que concentra 21,88% das preferências.

O candidato da esquerda, Ciro Gomes, aparece em segundo com 12,75%.

Atrás dele aparecem, Marina Silva(7,25%), Flávio Rocha (4,38%) e Geraldo Alckmin (1,88%), Michel Temer (1,63%) e Fernando Collor (1,13%).

Os demais nomes não marcaram acima de um ponto percentual, mas incluem Guilherme Boulos, Rodrigo Maia, João Amoedo e Álvaro Dias.

Já 33,5% não votariam em nenhum, e 13,6% não souberam responder.

Lula lidera com 35,7% em pesquisa estimulada

Se a eleição fosse hoje, a maioria do eleitorado teria um nome preferido para votar para presidente da República: o do ex-presidente Lula, que concentrou 35,75% das preferências.

O candidato da extrema direita, Jair Bolsonaro, aparece em segundo com 19,38%.

Atrás dele aparecem Ciro Gomes (4,13%), Marina Silva(3,38%), Flávio Rocha (3%) e Geraldo Alckmin (1,38%).

Os demais nomes não marcaram acima de um ponto percentual, mas incluem Michel Temer, Guilherme Boulos, Rodrigo Maia, Fernando Collor, João Amoedo e Álvaro Dias.

Temer, Lula e Bolsonaro concentram rejeição

Ao medir a rejeição para presidente da República, o instituto Consult pediu que o eleitor citasse três nomes nos quais não votariam de jeito nenhum.

O presidente Michel Temer é o mais rejeitado, com 40,6%. Depois vem Lula (25,8%) e Bolsonaro (22,8%).

O ex-presidente Fernando Collor também pontuou, com 19%, ficando à frente de Gerlado Alckmin (9,3%), Marina Silva (6,5%), Ciro Gomes (6,4%), Flávio Rocha (3,8%), Álvaro Dias (1,8%), Rodrigo Maia (1,8%) e João Amoedo (1,1%).

Quase 70% não têm candidato a governador

Quase 70% dos eleitores de Natal e região metropolitana não têm candidato a governador.

Em levantamento espontâneo, o Instituo Consult identificou que 68,63% dos entrevistados não saberiam em quem votar se a eleição fosse hoje. Já 17,25% afirmam que não votariam em ninguém.

Entre os citados, o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, lidera com 6,13%. Depois aparece a senadora Fátima Bezerra, com 4,75% e o governador Robinson Faria, com 1,38%.

Os demais nomes não pontuaram acima de um ponto percentual, mas incluem Geraldo Melo, Kelps Lima, Garibaldi Filho, Ubaldo Fernandes, José Agripino, Fábio Dantas, Robério Paulino, Tenente Styvenson, Júlia Arruda e Papinha.

Carlos Eduardo lidera levantamento estimulado para governo com quase 25%

O ex-prefeito de Natal lidera as intenções de votos no levantamento estimulado do instituto Consult, marcando 24,88% na pesquisa.

Logo atrás dele, a senadora Fátima Bezerra tem 21.88% da preferência dos eleitores. Kelps Lima encerra a lista dos três com 4,88%.

Dois candidatos marcaram 4,38%. São eles: Geraldo Melo e Robinson Faria. Robério Paulino (2,5%) e Fábio Dantas (1,13%) encerram os que ficaram acima de um ponto percentual.

21,88% dos entrevistados afirmam que não votariam em nenhum dos nomes e 13,38% não souberam responder.

Robinson é o mais rejeitado, com 48,6%

O governador do Estado, Robinson Faria, é o nome mais rejeitado entre os eleitores de Natal da Grande Natal, com 48,6%.

Na sondagem para disputa do governo, o segundo nome mais rejeitado é o da senadora Fátima Bezerra, com 14%.

Em seguida aparecem Geraldo Melo (11,5%), Carlos Eduardo (9,5%), Fábio Dantas (7,5%), Kelps Lima (5,3%), Freitas Júnior (4,3%), General Girão (3%), Clorisa Linhares (2,8%) e Robério Paulino (2,6%).

16,8% dos entrevistados rejeitam todos os nomes e 17,1% não souberam responder.

Garibaldi e Zenaide concentram preferência para primeiro nome do Senado

A pesquisa Consult mediu ainda as projeções do eleitorado para a eleição majoritária para o Senado.

O senador Garibaldi Filho aparece com 19,25% de intenções de voto, acompanhado pela deputada federal Zenaide Maia, com 17%.

Agripino (4,75%), Geraldo Melo (4,13%), Ney Lopes (2,38%), Magnólia Figueiredo (2%), Preto Aquino (1,88%) e Joanilson de Paula Rego (1,13%) completam a lista.

Garibaldi e Zenaide seriam eleitos senadores

Pela vontade do eleitor de Natal e Grande Natal, Garibaldi Filho e Zenaide Maia seriam eleitos para o Senado.

O emidebista aparece com 25% e a deputada federal tem 21%.

José Agripino perderia seu posto. Ele chegou com 14,75%. Geraldo Melo pontuou próximo aos dois dígitos com 9,76%.

Completam a lista Magnólia Figueiredo (5,88%), Preto Aquino (3,26%) e Joanilson de Paula Rego (2,88%).

Segunda opção para o Senado concentra indecisão

Na segunda opção para o Senado, o eleitor de Natal e Grande Natal manifesta indecisão ou rejeição como predominância.

37,3% manifestaram a intenção de não votar em ninguém e 26,6% não souberam responder.

O primeiro nome citado foi o do senador José Agripino, com 10% de intenções de votos.

Depois aparecem Garibaldi (5,8%), Gerlado Melo (5,6%), Zenaide Maia (4,0%), Magnólia Figueiredo (3,9%), Ney Lopes (2,4%), Joanilson de Paula Rego (1,8%), Preto Aquino (1,4%).

José Agripino, Garibaldi e Geraldo Melo são os mais rejeitados para o Senado

O instituto Consult pediu as entrevistados para citar até três nomes que eles rejeitariam para o Senado em levantamento estimulado.

O senador José Agripino Maia lidera a rejeição para o Senado com 26,3%.

Seu companheiro de chapa, Garibaldi Filho aparece logo atrás, com 21,6%.

Depois aparecem Geraldo Melo (10,5%), Zenaide Maia (6,1%), Preto Aquino (5,6%), Ney Lopes (5,6%), Magnoófia Figueiredo (3,8%), Luiz Roberto Barcellos (3,3%), Wanderley Mariz (2,8%) e Joanilson de Paula Rego (2,3%).

Blog do BG
Imagens: Reprodução
Tecnologia do Blogger.